Declaração de Roma

Imagem

Introduzindo uma Nova Era de Benefício à Saúde Humana com a Medicina Tradicional Chinesa

O XV Congresso Mundial de Medicina Chinesa, organizado pela Federação Mundial das Sociedades de Medicina Chinesa(WFCMS), foi realizado em Roma, Itália, entre os dias 17 a 18 de novembro de 2018. Representantes das organizações de Medicina Chinesa de países e regiões dos cinco continentes, discutiram o status do desenvolvimento em nível internacional da medicina chinesa. Com foco no tema "Medicina Tradicional Chinesa (MTC) se tornando global para construir um futuro compartilhado para saúde e bem-estar ", eles anunciaram e propuseram o seguinte:

Originada da China, a MTC é uma ciência médica que se dedica a saúde humana, desde a prevenção de doenças, tratamento a reabilitação. Seu escopo abrange as propriedades terapêuticas de ervas, acupuntura, Tui-Na (massagem), dietoterapia e qigong. Por mais de dois mil anos, a MTC fez contribuições notáveis para a prosperidade da nação chinesa, mas também teve um impacto positivo no progresso da civilização mundial. Atualmente, a MTC está presente em muitos países e regiões do mundo e continua sendo enriquecida e desenvolvida para desempenhar um papel significativo na manutenção da saúde humana.

A MTC mantém a unidade da saúde e sua integração com a natureza. É uma medicina que visa a integridade do organismo, sua função e sua dinâmica, com teoria e técnicas, que são vastas, completas e peculiares, compreendem a conexão entre os princípios de uma vida saudável e a evolução da doença. Caracterizada por diferenciação individualizada de síndromes, harmonização do organismo para prevenção e tratamento, métodos de atendimento humanizado com intervenções diversificadas e uma orientação para a medicação natural, resultando em eficácia clínica, medicamentos com poucos efeitos colaterais, modos de serviço dinâmico com um custo acessível, grande potencial de inovação e espaço para desenvolvimento.

A medida que o espectro de doenças humanas se expande, os modelos médicos e os conceitos de saúde mudam, problemas causados por efeitos colaterais devido ao consumo de medicamentos se tornam mais comuns e com acesso ao serviço de saúde a um custo elevado, a MTC oferece um pensamento inestimável e uma metodologia estabelecida para abordar nossos problemas de saúde e doenças. A sua segurança e eficácia são cada vez mais conhecidas em todo o mundo, tendo sido reconhecidas por governos de muitos países (e regiões), e se tornando uma força importante na prevenção e tratamento de doença no campo da Saúde Pública.

A globalização econômica, o reconhecimento do valor da diversidade cultural e a aprendizagem mútua entre civilizações humanas são agora maiores do que nunca.  Cada dia mais, aumenta o consenso de que compartilhamos um destino global e de que juntos devemos construir uma comunidade mundial para moldá-lo. Nesta conjuntura, um novo horizonte se abre à internacionalização e ao desenvolvimento da Medicina Tradicional Chinesa.  No entanto, existem desafios neste processo que são: a necessidade de uma disseminação mais ampla e abrangente da MTC mundialmente, a melhoria contínua da qualidade e do nível dos cuidados de saúde prestados, um maior reconhecimento na sua base científica e eficácia do tratamento, o reconhecimento e a adoção da MTC dentro dos sistemas médicos e de saúde pública de todos os países precisam ser vigorosamente promovidos,  seu papel no atendimento à saúde da população mundial continua a se desenvolver. A disseminação internacional e o desenvolvimento da MTC entraram num novo momento histórico com novos desafios criando novos requisitos para esse desenvolvimento.

Nós, o Décimo Quinto Congresso Mundial de Medicina Chinesa, convocamos todos os órgãos profissionais e praticantes individuais da MTC a reconhecer e assumir a nossa herança e a nossa obrigação, bem como manter a integridade das teorias e princípios da MTC na medida que inovamos e  desenvolvemos. Desta forma, continuaremos a promoção da MTC globalmente para o benefício de todos.

Convocamos todos os profissionais e os respectivos órgãos representantes da MTC a adotar os seguintes princípios e práticas:

 

1. Responder a meta de "cobertura universal de saúde" pela Organização Mundial de Saúde, cooperando com a implementação da “Estratégia para Medicina Tradicional 2014-2023 - OMS”; fazer pleno uso da MTC e, assim, contribuir para a promoção da saúde humana e para a expectativa de melhor saúde para todos.

2. Prosseguir com a regulametação sobre a MTC nos países, a fim de garantir a legalidade dos profissionais da MTC, proteger a propriedade intelectual da MTC e instaurar a MTC em serviços médicos e sistemas de seguro de saúde.

 

3. Promover a padronização da MTC e o estabelecimento de um padrão internacional, incluindo diagnóstico e tratamento, melhorando constantemente o nível da MTC¸ contribuir para regulamentar o exercício da profissão, criando padrão e ordem no seu densenvolvimento.

4. Elevar o nível dos estudos acadêmicos e aplicados da MTC, respeitando o conhecimento tradicional e estimulando a inovação e a aplicação de novos conceitos, a fim de trazer a plena utilização das vantagens exclusivas da MTC na prevenção, tratamento e reabilitação de doenças comuns e complexas.  Promover e difundir os resultados.

5. Fortalecer a educação e o treinamento da MTC,  promover a criação de instituições de ensino superior especializadas em MTC.  Enfatizar a avaliação de seus praticantes para que possam aprimorar seus conhecimentos e otimizar sua destreza para atender as necessidades do serviço de saúde à população.

6. Envolver-se na disseminação do conhecimento e do valor cultural da MTC, a fim de criar um ambiente social favorável à saúde e integrar a MTC à cultura local em diferentes países.

7. Impulsionar a comunicação internacional da MTC para promover a força acadêmica, incentivar a interação multidisciplinar, bem como sua prática interprofissional e uma melhor integração entre a MTC e a medicina alopática, participar ativamente na melhoria da saúde pública global.

8. Utilizar a iniciativa “Belt & Road” (Cinto & Caminho) do governo chinês para maximizar o papel da MTC na melhoria do bem-estar e da saúde das pessoas e promover a comunicação internacional, de modo a contribuir para a criação de uma comunidade global de saúde humana.

 

9. Fortalecer a união internacional dos profissionais de saúde e organizações profissionais da MTC para construir consenso, coesão, inclusão e unidade em torno de objetivos comuns.

10. Formalizar o reconhecimento internacional da MTC, celebrando o dia 11 de outubro de todos os anos, como Dia Mundial da Medicina Tradicional Chinesa.

 

Saúde é uma busca comum de toda a humanidade. O mundo precisa e pode beneficiar-se com a MTC. Nós, o Décimo Quinto Congresso Mundial de Medicina Chinesa em Roma, convocamos todos os praticantes e organizações profissionais da MTC do mundo a se unirem a este esforço coletivo de inaugurar uma nova era de beneficio à saúde humana com a Medicina Tradicional Chinesa.

 

Décimo Quinto Congresso Mundial de Medicina Chinesa

18 de novembro de 2018 em Roma

Assunto